País teve 1,5 milhão de demissões em 2015

O Ministério do Trabalho e Previdência Social divulgou em janeiro o saldo de demissões do último ano, através de dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Do total, cerca de 95 mil vagas foram fechadas no Estado. Segundo o ministro do Trabalho, Miguel Rosseto, o resultado é o pior em 24 anos, desde 1992. Rosseto informou que, apesar dos números não serem bons, as conquistas dos últimos anos estão preservadas, pois o estoque de empregos continua alto, com a criação de 10 milhões de empregos nos últimos dez anos. Os números do Caged apontam que quase todos os setores demitiram, com exceção da agricultura, que contratou 9,8 mil pessoas.

Somente na região metropolitana, foram perdidos 16.785 postos de trabalho. Indústria, comércio e construção civil foram os setores que mais sentiram os efeitos da crise econômica. Indústrias gaúchas do ramo calçadista e coureiro tiveram recuo de 13% em 2015, o dobro da queda do Rio Grande do Sul. Em dezembro, as exportações gaúchas somaram 1,1 bilhão de dólares, o que representa uma redução de 232 milhões em relação a dezembro de 2014. Os dados são da Fundação de Economia e Estatística.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *