Nova Central se posiciona contra a reforma trabalhista

A Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa realizou na última quinta-feira, audiência pública interativa sobre “O mundo do trabalho: desemprego, aposentadoria e discriminação”, com foco nas reformas previdenciária, trabalhista e econômica, anunciadas pelo Governo Federal no Congresso Nacional na abertura do ano legislativo.
Em sua intervenção, José Calixto Ramos (foto), presidente Nacional da Nova Central apresentou alguns dados e índices em relação à realidade enfrentada no Brasil nos dias de hoje e entregou o documento para o senador Paulo Paim PT/RS com o posicionamento contrário da entidade à reforma da Previdência Social.

Sobre o desemprego, ele disse que o Brasil não aproveitou o seu período de crescimento para incrementar medidas que inibissem as demissões. “Agora, em tempos de crise, o prejuízo para a classe trabalhadora é ainda mais preocupante, sofrendo com alarmantes índices de desemprego. Pois segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, a taxa de desemprego apurada nas seis principais regiões metropolitanas do Brasil ficou em 6,8% na média de 2015, contra 4,8% no ano anterior. A taxa é a maior desde 2009, quando ficou em 8,1%”, afirmou.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *