Reunião Sindical debate melhoria trabalhista

Encontro aconteceu pela primeira vez na cidade de Parobé, e foi sediado no Sindicato dos Sapateiros

Mais de 30 autoridades da classe industriaria da região, se reuniram na sede do Sindicato dos Sapateiros de Parobé. O encontro teve como base os direitos trabalhistas da classe industriaria do estado. Entre eles o Ministério do Trabalho do estado, Sindicato de Santa Maria do Herval, Santo Antonio da Patrulha, Campo Bom e Teutônia.

Assuntos preocupantes como a reforma previdenciária foram pautas para que, os sindicalistas, pudessem buscar formas de melhorar as condições de trabalho. Um dos assuntos que preocupam os órgãos trabalhistas é a reforma da previdenciária. O governo deverá enviar um projeto de reforma da Previdência Social ao Congresso Nacional dentro de 60 dias.

Atualmente o sistema 85/95 é o utilizado. Para ter uma aposentadoria integral os trabalhadores precisam acumular pontos, 85 mulheres e 95 homens, isso corresponde a 30 anos de contribuição mais 55 anos de idade para elas, e 35 mais 70 anos de idade para eles.

A partir de 31 de dezembro de 2018, entra mais um ponto nesse cálculo, que aumenta com o passar dos anos. As mulheres precisarão de 86 pontos e homens 96, e em dezembro de 2026, serão cinco pontos a mais, com as mulheres precisando de 90 pontos para se aposentar e os homens de 100 pontos.

Caso queiram se aposentar antes de atingir os pontos necessários, os trabalhadores têm essa opção. Mas acabam caindo no chamado fator previdenciário, fórmula que visa evitar o que o governo considera de “aposentarias precoces”, e que limita o valor do benefício a ser recebido. O fator é aplicado a aposentadorias por tempo de contribuição.

O encontrou alinhou pensamentos e objetivos para que todas as entidades possam trabalhar em conjunto, buscando formas de defender os diretos dos trabalhadores. “As reuniões são extremamente importante para os sapateiros de toda a nossa região. Aqui estão reunidos sindicalistas influentes de todo o nosso estado, que lutam pelos direitos trabalhistas” destacou o Presidente do Sindicato dos Sapateiros, João Pires.

Os encontros acontecem mensalmente, com a presença de diversas autoridades regionais. Essa foi a primeira vez que o Sindicato de Parobé sediou a reunião, com o apoio da Nova Central Sindical do Rio Grande do Sul.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *