Sindicato atento à Lei da Aprendizagem

Passados mais de quatro anos desde a audiência pública que reuniu cerca de 200 empresários da região na Sociedade Cultural e Recreativa de Parobé, para tratar sobre a Lei da Aprendizagem, o Sindicato de Parobé permanece atento à adequação da Lei pelas empresas que são enquadradas para o cumprimento desta.

Na ocasião (novembro de 2009), representantes da Superintendência Regional do Trabalho apresentaram a Lei aos empresários da região. Foi a partir desse período que centenas de jovens tiveram a chance de ingressar no mercado de trabalho e buscar qualificação profissional, dentro da Lei.

Durante a audiência, o Presidente do Sindicato João Nadir Pires falou sobre a importância dos esclarecimentos sobre a Lei, e sobre a necessidade de qualificar os jovens para o mercado de trabalho. “O Sindicato sempre esteve por dentro da Lei da Aprendizagem, buscando informações e cartilhas junto ao Ministério do Trabalho, a fim de orientar de forma correta. Após a audiência pública ocorrida na época, houve uma melhoria considerável do entendimento das empresas, e, consequentemente, aumento da oferta de vagas para menores aprendizes. Mesmo assim, permanecemos atentos ao cumprimento da Lei nas empresas da nossa categoria, e ajudamos na divulgação de vagas oferecidas para esses jovens”, relatou Pires.

A Lei da Aprendizagem oportuniza que o jovem ingresse no mercado de trabalho e empresas de médio e grande porte são obrigadas a contratar uma cota de 5% a 15% do seu quadro de funcionários, cujas funções demandem formação profissional como aprendizes.

Acessando o link http://portal.mte.gov.br/data/files/8A7C816A4295EFDF0142E699A72E23F3/manual_apresentacao_perguntas_web.pdf, é possível ler o Manual da Aprendizagem, o qual dispõe de todas as informações para as instituições de ensino, empresas, e jovens interessados no assunto.

 

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *