Desemprego afeta jovens

A taxa de desempregados nunca foi tão grande deste 2004

O desemprego para os jovens de 18 a 24 anos é ainda mais grave do que para o resto da população. De acordo com a Pnad trimestral do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas) a taxa média de desemprego no Brasil foi de 11,8% no 3º trimestre de 2016. Mas, para os jovens nessa faixa etária, chegou ao nível recorde de 25,7%.  No mesmo trimestre de 2015, a taxa registrou  19,7%.

A última vez que o percentual desse grupo chegou perto disso foi em abril de 2004 (25,1%), quando o IBGE ainda produzia a Pesquisa Mensal de Emprego. A Pnad trimestral do IBGE reúne dados de cerca de 3.500 municípios do país. Nas regiões brasileiras, a maior taxa de desocupação foi registrada no Nordeste: 29,5%. Em seguida aparecem o Sudeste (27,4%) e o Norte (25,2%). A pesquisa mostra ainda que os jovens foram os mais castigados com a crise econômica.

De 2012 para cá, o nível de ocupação nessa faixa etária foi o que mais caiu. Naquele ano, quando teve início a Pnad trimestral, o percentual de brasileiros de 18 a 24 anos ocupados era de 57,9%. Agora, é de 50,5%. No grupo de 25 a 39 anos, a queda foi menos intensa: de 74,2% para 72,8%.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *